Política

Artesão capixaba apoiado pela Aderes recebe premiação em Brasília

Casagrande reconhece o potencial dos pequenos empreendedores para a economia e a sociedade e é um grande incentivador de ações como esta.

O artesão Edivan Rodrigo Lopes, 52 anos, de Praia Grande, Fundão, foi reconhecido durante sua participação no 12º Salão do Artesanato Brasileiro – Edição Brasília, que acontece no Distrito Federal, até o 12 de maio. Há oito anos se dedicando exclusivamente ao artesanato de peças de arame e esculturas de argila, recebeu pela primeira vez tal premiação, inédita também para o Espírito Santo.

O governador do Estado, Renato Casagrande, que estava em Brasília para um encontro do Fórum de Governadores, prestigiou a comitiva capixaba no evento. Para o diretor-presidente da Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes), Alberto Gavini, a presença demonstra a importância que o governador confere aos micro e pequenos empreendimentos.

“Casagrande reconhece o potencial dos pequenos empreendedores para a economia e a sociedade e é um grande incentivador de ações como esta. É muito bom poder contar com a sua presença aqui”, afirmou.

O artesão Edivan Rodrigo Lopes recebeu a homenagem das mãos do subsecretário de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas, Empreendedorismo e Artesanato, José Ricardo de Freitas Martins da Veiga. “Foi uma surpresa. Eu estava com vários outros artesãos quando vi a placa com meu nome escrito. Venho de uma família de artesãos, é uma alegria ver meu trabalho reconhecido”, comemorou. Ele está em Brasília com outros 11 capixabas a convite da Aderes.

O gerente do Artesanato Capixaba, Rodrigo Coelho, explicou que cada estado participante indica um representante para ser homenageado. “Recebem a premiação o artesão e a coordenação do artesanato. Indicamos o Edivan pelo seu entusiasmo com a atividade, pela sua disponibilidade e parceria com a Agência”, disse.

A participação em feiras é uma forma de dar visibilidade ao trabalho realizado no Espírito Santo, mostrar a nossa produção local e oferecer aos artesãos uma oportunidade de incrementarem sua renda. As modalidades presentes no evento são barro, prata e pedras, escama e concha, madeira, arame/metal, fibra de café e palha, vidro e couro e fios e tecidos.

Mostre mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close